Dia do Trabalho e as 03 frases que mais escuto, quando digo que atuo na área trabalhista

Hoje é celebrado mundialmente o Dia do Trabalho. Tenho algumas críticas ao termo “celebrado” contudo gostaria de dividir na data de hoje, as três frases que mais escuto, quando digo que atuo na área trabalhista:


1)“ Nossa, logo direito do trabalho... essa área nem dá retorno financeiro”;

2) “O que faz o advogado trabalhista se o empregado sempre tem razão?”;

3) “Na justiça do trabalho, tudo termina em acordo”.


Engana-se quem acha que defender os direitos trabalhistas é focar apenas no trabalhador. Vai além, vai na valorização da livre iniciativa, daquele que sai da sua zona de conforto e busca empreender em um país tão limitador, equilibrando o capital gerado, que alimenta milhares de famílias, com a dignidade e respeito que merece toda pessoa que entrega sua força física para o sistema girar.


É fortalecer as entidades que de fato se envolvem com a questão de seus representados e combater aquelas que usam sua representatividade para fazer palanque político. Vivenciar a advocacia trabalhista é buscar constantemente equilibrar três atores sociais – Empregador, Trabalhador e Estado – para que ambos prosperem e cresçam, de forma que nosso país proporcione a todos uma vida mais digna.


A advocacia trabalhista não é para quem só foca em retorno financeiro, é para aquele que tem um ideal a ser buscado, que deseja tornar nosso país um lugar mais digno de se trabalhar e empreender. Quem acha que tudo termina em acordo, não faz a menor ideia da realidade do contencioso trabalhista pós-Reforma do Trabalho. Não conhece os malabarismos que os empresários fazem todos os dias para se adequar as mudanças legislativas e conseguir desenvolver suas atividades de forma segura. Nesse universo, que atuo desde 2014, posso dizer que, 80% das demandas em que atuei, os empregados não tinham razão no que julgavam ter, e que os magistrados da seara trabalhista sabem muito bem separar quem de fato está dizendo a verdade e quem não está.


Meu desejo no dia de hoje, é ver menos defensores sociais de fachada e mais implementadores de direitos e garantias sociais. Viva o direito do trabalho, a advocacia, o Parquet e a magistratura trabalhista!




Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo